variedades-de-cafe-mais-produtivas
Produção Rural

Variedades de Café Mais Produtivas: Quais São e Qual Escolher?

Você sabia que existem mais de 60 espécies de grãos de café? Cada uma delas tem a suas particularidades, assim como as vantagens e desvantagens de produção. Saber quais são as variedades de café mais produtivas é o primeiro passo para quem deseja investir no setor. 

Neste artigo, você vai conhecer algumas das principais variedades produzidas no Brasil, principal produtor de café do mundo. Além disso, vai conferir dicas para escolher a espécie ideal de grão e melhorar o ambiente da fazenda para aumentar a produtividade. Continue lendo!

Leia também:

Livro Caixa Digital do Produtor Rural: O Que É e Para Que Serve?
Software de Gestão Rural: 8 Dicas Para Escolha de um Bom Software!
NR 31: O Que é, Qual a Importância e Suas Aplicações?

Quais as Variedades de Café Mais Produtivas?

quais-as-variedades-de-cafe-mais-produtivas

A produtividade da lavoura de café depende de uma série de fatores, e não só da espécie do grão. Além da genética, também influenciam as condições do ambiente, como clima e solo, o aparecimento de pragas e doenças e o manejo dos tratos culturais. 

Por isso, é impossível dizer exatamente qual a variedade de café mais produtiva sem conhecer as características da fazenda. O grão mais produtivo no sul de Minas, por exemplo, pode não ser o mesmo da Chapada Diamantina, na Bahia.

Para ajudar você a ter uma visão mais ampla sobre as variedades de café mais produtivas, no entanto, vamos dizer quais são aquelas mais produzidas no país. 90% da cafeicultura brasileira trabalha com as variedades IAC, Mundo Novo e Catuaí.

Qual a Melhor Variedade de Café para Plantar?

Genética

Porte, vigor, diâmetro da copa, ciclo de maturação e resistência a pragas e doenças são alguns aspectos a serem observados antes da escolha.

  • Porte: plantas de menor porte costumam ser mais produtivas, pois as maiores dificultam a operação e demandam mais podas;
  • Resistência a Pragas e Doenças: plantas resistentes diminuem os gastos do produtor, além de produzir mais e com maior qualidade;
  • Ciclo de Maturação: é o ciclo de maturação que define a época da colheita e as operações envolvidas antes e depois desta etapa. O ciclo está diretamente relacionado com a altitude e temperatura da fazenda — quanto mais alta e amena for a região, mais alongado o ciclo.

Qualidade da Bebida

Todas as variedades de café têm potencial para gerar boas bebidas. No entanto, a qualidade do produto final depende do manejo da produção, dos processos pós-colheita e da colheita em si — é preciso colher no ponto certo!

Ambiente

Outro ponto fundamental para a escolha da variedade de café mais adequada são as condições oferecidas pela propriedade. Colocar um grão com excelente genética em um ambiente sem as condições necessárias pode, além de prejudicar a produtividade, significar um investimento desnecessário.

O contrário também acontece: não adianta ter excelentes condições ambientais e não investir em um bom material genético!

Como Alteramos o Nosso Ambiente Para Melhorar a Produção de Café?

condicoes-do-ambiente-para-melhorar-a-producao-de-cafe

Algumas características do ambiente são imutáveis, como o clima e o tipo de solo. Entretanto, algumas outras condições podem ser alteradas pelo produtor com o objetivo de receber melhor o grão de café e, assim, aumentar a produtividade. Fertilidade do solo, manejo e irrigação são alguns exemplos!

Para melhorar a produção, o produtor deve investir na nutrição do solo, para que ele tenha sempre disponíveis os nutrientes necessários para a planta. O mesmo acontece com as podas, quantidade de água oferecida e controle de pragas.

Conhecer as características da variedade escolhida e da própria fazenda é fundamental para fazer as alterações mais adequadas!

Como Identificar as Variedades de Café?

Identificar variedades de café não é fácil. Por isso, muitas já foram erroneamente distribuídas, o que deixou muita gente cética em relação à identificação da espécie dos grãos. 

Isso acontece, principalmente, por falta de acesso às informações sobre o assunto e aos testes de variedades — inclusive pelos produtores, que acabam comprando grãos sem a garantia de que são genuínos e cultivam a variedade errada acidentalmente. 

E isso, como você deve imaginar, diminui a produtividade, pois a planta não recebe os cuidados indicados.

O que o produtor pode fazer em relação a isso é pesquisar e buscar conhecimento sobre as variedades mais produtivas de café, para entender quais são as principais características de cada semente. 

Comprar de fornecedores de credibilidade é outra medida que pode ser tomada. A degustação também ajuda o produtor a identificar a variedade.

Quais São as Principais Espécies de Café do Brasil?

No Brasil, duas espécies de café são mais difundidas: Coffea canephora e Coffea arabica, chamadas de Café Robusta e Café Arábica. Saiba mais sobre cada uma delas!

Café Robusta

O café robusta é chamado assim por causa do porte de suas plantas, que costumam ter bom vigor vegetativo. quatro variedades dessa espécie são produzidas comercialmente no Brasil:

  • Conilon;
  • Robusta;
  • Guarini;
  • Apoatã.

Essas variedades são conhecidas por se adaptarem bem a áreas de baixas altitudes, temperaturas mais quentes, umidade mais elevada e altos índices pluviométricos.

As variedades apresentam grande variabilidade em relação ao ciclo de maturação, mas, em geral, são mais tardias do que as variedades da espécie arábica.

Café Arábica

Da espécie Café Arabica, a Catuaí e a Mundo Novo são espécies que aparecem na lista de variedades de café mais produtivas do país, de forma geral. Elas são mais adaptáveis a regiões de maior altitude e clima ameno, mas também podem produzir bem em altitudes mais baixas e de clima mais quente, desde que se ofereça o suprimento hídrico adequado.

Em temperaturas mais elevadas, os frutos amadurecem mais rapidamente.

Para maior produtividade dessas variedades, o produtor deve evitar a morte de ramas e conservar o formato de sua saia, oferecendo luminosidade, nutrição constante e controle efetivo de pragas e doenças.

Quais as Diferenças Entre Café Arábica e Café Robusta?

O Café Arábica é mais adocicado e tem uma maior complexidade de aromas. Por isso, é o líder de mercado e corresponde a 60% da produção mundial. Além disso, ele tem 50% menos cafeína que o Robusta e os cafés gourmet são obrigatoriamente produzidos com variedades dessa espécie.

Já o Café Robusta tem um sabor mais amargo e marcante. O seu custo de produção é mais baixo e os seus grãos costumam ser mais resistentes a pragas e doenças do que o Café Arábica. As suas variedades são mais utilizadas na produção de café solúvel. 

No Brasil, o mais comum é consumir um blend das duas espécies. Assim, tem-se um café de qualidade razoável, produzido com custos mais baixos do que os cafés especiais, que são 100% Arábica.

Economize Tempo no Controle de Sua Propriedade Adotando um Software de Gestão Agrícola. Solicite seu Trial Gratuito de 7 dias!

A EasyFarm é um software de gestão agrícola que vai ajudar você a gerenciar toda a sua produção de variedades de café. Com ele, você centraliza todas as informações sobre a fazenda em um só lugar, garantindo mais controle sobre os investimentos e processos produtivos.

Com a EasyFarm você também consegue controlar todas as finanças, obrigações contábeis e contas bancárias da propriedade, além de acessar relatórios completos sobre a produção.

Faça um teste grátis por 7 dias e veja como um software pode ajudar você a economizar tempo e aumentar a sua produtividade!

Continue lendo…

Gesso Agrícola: O Que É, Benefícios, Tipos e Como Aplicar no Solo?
Funrural: O Que É, Origem, Como Funciona e Quem Precisa Recolher?
Calagem: O Que É, Para Que Serve, Benefícios e Como Fazer?

Raphael Ivan

Programador apaixonado e entusiasta do Agronegócio, fundador e CEO da easyfarm. Sonha em voltar a produzir café, principalmente para sustentar seu vício pela bebida.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *